7 de novembro de 2008

Sobre a podologia


A cultura ocidental valoriza o que aparece e o pé está escondido dentro de um calçado ligado a um segundo plano. Só é lembrado quando chega o verão ou quando está com dor.
O termo Podologia origina-se do grego arcaico, tendo por prefixo: Podos = Pé, Pés e sufixo: Logos = tratado, estudo, conhecimento. Formando então Podologia nome da ciência que trata do estudo dos pés. Podólogo - termo obviamente com as mesmas origens, que designa a pessoa que aplica terapia nos pés, com estudo técnico - científico adequado em Podologia, aprofundado da anatomia, fisiologia, podopatias e conhecimento biomecânico dos pés.
No decreto lei nº41.904 de 29 de julho de 1957, com esse regimento, a profissão passou a ser regulamentada e considerada como ATIVIDADE AFINS DA MEDICINA. Em 1968, o então Serviço Nacional de Fiscalização de Medicina e Farmácia, órgão normativo e fiscalizador a nível federal da área de saúde, baixou a Portaria de n.º 16 de 23 de Setembro de 1968, regulamentando a profissão de Pedicuro (Podólogo).
A Podologia é um ramo auxiliar da Medicina. Em São Paulo já existe o Ambulatório de Podologia e Pé diabético do Hospital Brigadeiro. Neste local já são atendidos pacientes diabéticos fazendo tratamentos e orientações preventivas quanto aos cuidados com os pés. A podologia, como ciência, ainda é nova, por isso, muitos tabus, mitos e desinformações ainda são comuns. O podólogo se depara no seu dia a dia com pacientes que apresentam problemas graves em seus pés por descuido ou desconhecimento em relação aos cuidados que se deve ter com eles. São 3 profissões da área de saúde que são obrigadas a ter o termo de responsabilidade: os médicos, dentistas e podólogos.


Site:www.maxipe.com.br

Nenhum comentário: